sábado, 23 de junho de 2012

Eu apoio essa ideia e você?

Hoje é o melhor dia para falar sobre isso: pleno São João. Dia de "festejar" e cantar alegremente "ra ra ra rá, mas eu tô rindo a toa". Mas será que temos motivos pra fazer festa mesmo? Não estou falando do pessoal de cada um, mas sair por aí declarando alegria e fazendo a festa nordestina que também caracteriza a Bahia, enquanto a Bahia passa por uma crise na educação absurda, parece-me um tanto estranho. Eu não acho que seja ridículo comemorar essa festa não, jamais. É a nossa cultura e temos que valorizar. Porém acredito que estamos realmente esquecendo do mais importante: a educação.
Pra quem não sabe o que está acontecendo, pelo menos na Bahia: as escolas estaduais, as universidades e institutos federais estão em greve, ou seja, a educação está em greve e não se sabe até quando. E se você ainda não sabia disso é porque não passa na TV, pois pra mídia é muito mais importante divulgar o corpo da Juliana Paes em Gabriela ou a assassina de Kioto ou até mesmo as festas culturais, do que mostrar o que está acontecendo nos estados. Mas se você está lendo, agora você sabe. Os professores dos colégios estaduais estão em greve há quase 3 meses e o que nosso governador miserável faz? NADA. Os professores das universidades entraram em greve e os institutos federais acabaram de entrar também agora e NENHUMA, nenhuma posição diferente foi tomada por Jaques Wagner. E não vamos esquecer que no início do ano, os policiais entraram também em greve, e mais tarde, há pouco tempo, os rodoviários também, o que fez aumentar a passagem do ônibus em Salvador de R$2,50 (o que já era um absurdo) pra R$2,80. E quando alguns alunos do Instituto Federal foram protestar e o que acontece? Bombardeio de policiais. Os mesmos que estavam fazendo a miséria nas ruas na época de sua greve.
Daí chega São João, todo mundo se cala (igual ao que aconteceu quando chegou Carnaval), vai pra o interior curtir as festas financiadas pelo governo com artistas famosos caríssimos e esquece, simplesmente parece que esquece dos absurdos. Pra bancar Gustavo Lima todo mundo tem dinheiro, agora pra educação? Cadê? Quem viu? Mas se é nisso que o governo investe é porque sabe que é disso que o "povo gosta" e é nisso aí que o povo se ilude. Isto é, estamos sendo manipulados e o pior: ADORAMOS isso! E mais tarde, na época das eleições, ao ver o que cada político fez, o que se conta na escolha é quem trouxe o cantor melhor, o cantor mais famoso no Carnaval e nas festas juninas. Está percebendo?
Se somos nós que escolhemos quem vai nos representar, somos nós os culpados pelas barbaridades feitas por nossos representantes, pois nós ainda acreditamos neles! Se o governo passa de mão em mão, e nada a muda, é porque precisa urgentemente de uma reforma nesse jeito de fazer política no Brasil. Se fazer política é se dar bem a custa do trabalho do povo, então votemos mesmo em qualquer um desses que aparecem aí prometendo o céu e a lua. Mas se você, assim como eu, acredita que esse não é o verdadeiro modo de se fazer política num país que se diz tão "democrático", então vote NULO e mostre sua indignação com a situação da política no Brasil atualmente. Se votar em algum candidato "menos pior" não está resolvendo, por que não tentar o NULO? O que aconteceria se votássemos todos NULO? Ou se pior, se fizéssemos greve de ir votar?! 
Vamos fazer greve de votar, quem sabe assim, se comece uma greve de corrupção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta, comenta, comenta! :B